Cultivando cogumelos psicodélicos – Introdução

access_time

10 de maio de 2017

Este é um guia básico que te ajudará a cultivar cogumelos Psilocybe cubensis e possivelmente outras espécies.

O cultivo de cogumelos é um processo bem gradual, por isto, o guia é dividido em algumas etapas. Apesar de parecer um pouco longo e trabalhoso como um todo, cada etapa é relativamente simples e normalmente pode ser feita em uma tarde. Entre uma etapa e outra, você terá que dedicar alguns minutos diários para observar e cuidar do cultivo.

Não se preocupe muito com o que irá acontecer nas próximas etapas, visto que você terá tempo de se preparar para elas. É possível ir adquirindo o material necessário aos poucos, ao invés de providenciar tudo logo de cara – caso tenha que adquirir algo pela internet, só fique atento ao tempo da entrega.

Se tiver mais curiosidade, recomendo que pesquise cada etapa em outras fontes para ter um panorama geral das diferentes práticas de cultivo, que possivelmente podem ser usadas em conjunto com este guia.

Sumário das etapas

O conteúdo será postado gradualmente e constantemente atualizado com novas revisões.

  1. Preparação do substrato
  2. Inoculação dos esporos e incubação
  3. Nascimento do micélio
  4. Frutificação
  5. Colheita
  6. Secagem e armazenagem

Resumo do ciclo de vida dos cogumelos

Cogumelos são fungos, e não plantas!

Fungos se reproduzem através de esporos – que cumprem o mesmo papel que as sementes das plantas. Para os esporos germinarem, eles são inseridos em um substrato, que servirá como fonte nutritiva. Quando germinados, eles formam o micélio, que coloniza o substrato, absorvendo seus nutrientes e formando uma rede de células.

Eventualmente, o micélio produz frutos, que são os cogumelos. Os cogumelos liberam mais esporos, recomeçando o ciclo.

Mindset

Os cogumelos, quando ingeridos, podem proporcionar diversos efeitos terapêuticos. O cultivo marcará o início da sua relação simbiótica com o fungo, e também pode se tornar uma atividade bem terapêutica.

Procure realizar as tarefas do cultivo em dias tranquilos e sem ter pressa. Algumas etapas são bem delicadas e exigem cuidado e atenção.

Durante todo o cultivo – e especialmente antes do micélio se desenvolver – é importante fazer o possível para manter o material livre de contaminações por outros fungos ou bactérias, e cada etapa terá as devidas instruções para garantir um meio estéril. Porém, sempre haverá a chance de acontecer uma contaminação, podendo afetar boa parte ou até todo o rendimento do cultivo. Portanto, se prepare para a possibilidade de isso ocorrer e você ter que recomeçar o processo.

Etapa 1: Preparação do substrato

Deixe seu comentário