Existem dezenas de espécies de “cogumelos mágicos”, geralmente ligados aos gêneros Psilocybe e Panaeolus. Contêm psilocibina e psilocina, que são triptaminas psicodélicas. Esses cogumelos geralmente são pequenos e marrons, o que os faz ser confundidos por cogumelos não comestíveis, não psicoativos ou venenosos. Há outros tipos de fungos psicoativos, entre eles o Amanita muscaria que tem cor avermelhada com manchas brancas – e que não devem ser confundidos com os cogumelos psicodélicos, visto que contêm outro princípio ativo e produzem efeitos delirantes.

A aparência comum desses fungos faz com que sejam potencialmente perigosos devido a dificuldade de identificá-los, sendo a principal marca a aparência azulada de seu caule quando danificados. Geralmente, são encontrados crescendo em pastos sobre as fezes do gado.

Seus efeitos se parecem com os do LSD, com alterações físicas, sensitivas e visuais signitivativas, variando em grande parte pela dose ingerida e pela sensibilidade do usuário. Mesmo com uma pequena dose, usuários mais sensíveis conseguem atingir estados inteiramente imersivos e visionários.

Alguns usuários buscam consciência espiritual ou uma sensação de compreensão do universo através do uso de cogumelos. Efeitos visuais de olhos fechados são muito comuns com cogumelos que contêm psilocibina. Visuais de olhos abertos são comuns para certas pessoas e mais prováveis de ocorrerem em doses altas.

Positivos

  • sensação de bem estar e melhora no humor
  • pensamentos criativos, filosóficos, abstratos ou profundos
  • alterações visuais de olhos abertos ou fechados
  • sensação de “insight”
  • experiências espirituais transformadoras
  • sensação de admiração pelo mundo

Neutros

  • maior sensibilidade emocional
  • dilatação da pupila
  • memórias antigas tornam-se mais acessíveis
  • mudanças na consciência
  • alteração na percepção do tempo
  • sonolência, letargia
  • sensação de energia em algumas partes do corpo

Negativos

  • sensação intensa de medo
  • dor de cabeça
  • desconforto intestinal
  • ansiedade
  • confusão
  • tontura, náusea, desmaios
  • pode desencadear desordens mentais latentes
  • diminuição na coordenação motora

Duração

Oral
Duração total 4 – 7h
Início 15 – 60min
Primeiras sensações 15 – 30min
Pico 2 – 4h
Diminuição 1 – 3h
Efeitos posteriores 0 – 6h
Oral (cogumelos secos)
Mínima 0.25g
Leve 0.25 – 1g
Comum 1 – 2.5g
Alta 2.5 – 5g
Muito alta 5g+

 

Oral (cogumelos frescos)
Mínima 2.5g
Leve 2.5 – 10g
Comum 10 – 25g
Alta 25 – 50g
Muito alta 50g+

Algumas pessoas sofrem de náusea e vômito quando a dose ingerida é alta e os cogumelos estão frescos. Quando os cogumelos são ressecados ou preparados na forma de chá, os efeitos acima são menos reportados.

Ansiedade e medo diante de visões e pensamentos assustadores também são comuns, mas logo passam. Indivíduos com histórico familiar de doenças mentais devem ter cuidado pois a substância pode ajudar a ativar esses problemas. Usuários reportam perder a vontade de usar durante um tempo após a ingestão, considerando que há um período de tolerância durante o qual o efeito é menos significativo.

Apesar de psilocibina e psilocina puras serem substâncias listadas como controladas no Brasil, cogumelos em sua forma natural não são, sendo o porte e venda não passíveis de punição prevista pela lei.